Segunda-feira, 5 de Junho de 2006

QUANDO O LÍDER FALHA

Há algum tempo atrás, passei em Mértola, num dia de semana, junto de uma reserva de caça e vi um dos maiores ajuntamentos de carros topo de gama, que alguma vez...

Pronto, está bem! Isto começa mal, cada um faz a vida que entende ou que pode e o argumento não reside aqui.

A questão essencial é esta: os que partem pedra (o povo), os que estão na linha de fogo quando se fala de produtividade (improdutividade), são quem injustamente  e invariavelmente, carrega o fardo do que de pior a nossa economia tem. Então e os líderes? ( as chefias), que são contratados e pagos para apresentar resultados e o que têm para apresentar é o que est á á vista (é péssimo).

Não adiante divagar em teorias talhadas à medida de quem as inventa para seu próprio beneficio, a realidade são os factos que temos à frente do nosso nariz todos os dias. Não vale a pena eu estar aqui a particularizar, porque todos sabemos o que est á em causa e o que est á em causa é a falha do líder e quando o líder falha o grupo perde orientação e motivação.

Depois isto acaba por gerar o efeito odioso de nos colocar uns contar os outros, porque no fundo somos todos utilizadores do mesmo sistema (ou quase todos), chamamos nomes uns aos outros, participamos e reclamamos uns dos outros e não nos lembramos que h á responsáveis e não nos lembramos porque não são perceptíveis, nem física nem espiritualmente .

Porque razão falha a liderança?

Serão mal pagos; hierarquicamente será uma cadeia sem ligações, estão manietados por um sistema que transporta da base para o topo os vícios e a má prá tica ????????????

Um exemplo para reflectir (sem o propósito de exagerar, que tem levado que chegue nos últimos dias), mas que é extensível a outras formas de organização, ou desorganização:

As Escolas. As escolas são geridas por um grupo de professores designado por Conselho Executivo. Grupo este eleito pelos pares (outros profs) e pelos auxiliares de acção educativa (os contínuos). Os coordenadores de grupo idem, os directores de turma idem. O que resulta daqui é uma anulação por completo das competencias de chefia e liderança, ou seja, toma lá o meu voto, dá-me lá um horário bom ou as turmas tais.

Este é um caso particular onde o que há para apresentar enquanto resultado é muito mau e não adiante os professores fazerem fuga às responsabilidades, porque não há mais ninguém nas comissões de avaliação, nos CAE nas Direcções Regionias, nas secretarias do Ministério... a não ser professores.

No fundo (digo eu sem estar seguro de ter razão), a palavra de ordem deve ser "repensar os modelos de organização", quer no sector público, quer no sector privado e desinstalar quem está bem sentado em determinados cargos, sem dar provas de competência.

publicado por Cravadinho às 23:32
link do post | favorito
De extramodum a 8 de Junho de 2006 às 18:34
... neste momento, sinto-me como o infeliz "torero" (de dois tópicos abaixo) a quem "el toro" fez... o que devia fazer: defendeu-se! E, no entanto, eu sou aquele que o enfrenta, e é castigado... apesar de muitos outros o terem maltratado... Quando tal acontece, há duas situações: 1 - Ou o Touro se defendeu do ataque do "Torero" e "despejou" sobre ele toda a fúria dos maus-tratos anteriormente sofridos. 2 - Ou, a mais comum, "Se não estivesses de acordo com o que fazes ao touro, não te metias à frente dele..."
Mas, meus amigos, nem sempre assim é: podemos "simpatizar" com o "touro"; podemos até tentar defendê-lo, mas se a nossa vida depender de sacrificar outro "bicho", infelizmente, não duvidamos... e, então, tentamos dar brilhantismo ao acontecimento, de modo a valorizar ainda mais a nossa "faena"... Sacrificamos o animal, recolhemos os aplausos dos "experts", os apupos dos "defensores da natureza", o agrado dos "compreensivos amigos de ocasião" mas... sofremos as marteladas da nossa consciência... e , das duas , uma: ou nos sujeitamos às marteladas e lutamos com a nossa consciência, ou tomamos uma atitude em que nos recusamos a "espetar mais ferros nos bichos" cuja única culpa que têm é... terem aparecido à nossa frente...

Acho que vou optar pela segunda, ainda que isso me obrigue a encerrar uma carreira de que me orgulho mas que não posso manter "contra a minha consciência". Foi este o "último touro" que matei. Não o farei mais, nem que para isso tenha que ser colhido ali onde dói mais.

Olé.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.pesquisar

 

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. MENSAGEM DE NATAL

. CONTRA O DESEMPREGO

. AOS PROFESSORES

. BRINDEMOS

. A CALÇADA

. ABELHAS

. O SOM DO CAVAQUINHO

. PRESIDENCIAIS 2011

. BANDA DE ALTER DO CHÃO

. JARDIM PÚBLICO

.arquivos

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Setembro 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds